Pró-Mananciais foi pauta no “Seminário Técnico sobre Crise Climática”, promovido pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais, na cidade de Itajubá.

A cidade de Itajubá, no sul de Minas, foi sede no último dia 27 de maio, do segundo encontro regional do Seminário Técnico sobre Crise Climática, organizado pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

O evento, faz parte de uma sequência de sete encontros, foi realizado na Universidade Federal de Itajubá (Unifei), reunindo especialistas, representantes de entidades ambientais e a população para debater os desafios da convivência com a seca e a chuva extrema.

O seminário tem como objetivo construir soluções estruturantes e de longo prazo para a convivência com fenômenos climáticos extremos, como as enchentes e a seca, que têm impactado cada vez mais a região. Itajubá, no ano de  2000 enfrentou fortes enchentes que inundaram não apenas a cidade, mas também municípios vizinhos.

Entre as diversas iniciativas apresentadas, destacou-se o Pró-Mananciais, programa da COPASA que foca na proteção e recuperação de micro-bacias hidrográficas e áreas de recarga de mananciais, utilizados para captação de água para a população. O programa é um exemplo de sucesso no aprimoramento de políticas públicas voltadas para a gestão sustentável dos recursos hídricos e foi citado como uma referência durante as discussões.

A relevância da discussão é reforçada quando consideramos os recentes eventos de enchentes no Rio Grande do Sul, que devastaram cidades e afetaram milhares de pessoas. Esses eventos extremos ressaltam a necessidade urgente de soluções eficazes para a gestão da água e a convivência com os impactos das mudanças climáticas.

Nesse contexto, a educação socioambiental crítica desempenha um papel fundamental, promovendo o entendimento sobre a importância da preservação dos recursos hídricos e a adoção de práticas sustentáveis é essencial para formar uma sociedade mais resiliente e preparada para enfrentar os desafios climáticos. A participação ativa da comunidade, como visto no seminário, é crucial para a construção de políticas públicas mais robustas e eficientes.

Imagem: ALMG / Marco Colombini, coordenador do Programa Pró-mananciais e um dos representantes do programa no evento.

O seminário técnico da ALMG sobre Crise Climática em Itajubá reforça a importância de uma abordagem colaborativa e integrada na busca por soluções para os desafios impostos pelas mudanças climáticas. Iniciativas como o Pró-Mananciais são exemplos de que, com planejamento e ações concretas, é possível mitigar os impactos e promover a convivência sustentável com os fenômenos climáticos extremos.

Compartilhe este post