Pró-Mananciais trabalha com  Educomunicação para ampliar vozes e empoderar comunidades

Em nova fase do Programa Pró-mananciais, a COPASA leva para os Colmeias as ferramentas de comunicação e educação ambiental. Educomunicação

Em um mundo onde a comunicação é essencial para a expressão e o engajamento da sociedade civil, a Educomunicação emerge como uma poderosa ferramenta para capacitar e dar voz às comunidades. Longe de ser apenas uma simples transmissão de informações, a educomunicação abraça a participação ativa, o diálogo e a co-criação de conteúdo dando oportunidades para que as comunidades possam contar suas próprias histórias.

O programa Pró-Mananciais, voltado para a preservação das nascentes, rios e áreas de proteção ambiental, trabalhará  com a Educomunicação junto dos  Colmeias –  Coletivos Locais de Meio Ambiente em todo o Estado de Minas Gerais. 

Através de reuniões onlines, a equipe do Fundo Brasileiro de Educação Ambiental – FunBEA  já iniciou um trabalho de diagnóstico de cada região. Nesses encontros as educadoras já estão identificando fortalezas e desafios para planejar as oficinas de Educomunicação de forma consistente aos territórios. 

Essa abordagem tem permitido que as vozes das comunidades locais sejam ouvidas e respeitadas, um exemplo disso foi a atividade o “Rio da minha vida” (você pode acessar aqui)  que pediu para que cada pessoa do Colmeia pudesse falar sobre sua trajetória como se fosse a jornada do rio até o mar. 

O impacto da Educomunicação socioambiental vai além do simples compartilhamento de informações,  ela fortalece o tecido social das comunidades, promovendo a coesão e o senso de pertencimento. Além disso, ao dar voz às comunidades, a educomunicação estimula o poder participativo e promove a inclusão e justiça  social, promovendo a sensibilização sobre os cuidados urgentes com o meio ambiente. 

Compartilhe este post